A ordem do discurso – Michel Foucault

ordem+do+discurso,+a

A aula inaugural, que Foucault pronunciou ao assumir a cátedra vacante no Collège de France pela morte de Hyppolite, pode ser considerada um texto de ligação entre as obras, datadas dos anos 60, como História da loucura, As Palavras e as coisas, A Arqueologia do saber, centradas predominantemente na análise das condições de possibilidade das ciências humanas, e as que se seguiram a maio de 68, como Vigiar e punir, voltadas ao exame da microfísica do poder. Foucault desvenda a relação entre as práticas discursivas e os poderes que as permeiam. Ao percorre os diversos procedimentos que cerceiam e controlam os discursos os discursos na sociedade, o autor comprova que “o discurso não é simplesmente aquilo que traduzas lutas ou os sistemas de dominação, mas aquilo pelo que se luta, o poder de que queremos nos apoderar”. Na segunda parte do texto, Foucault anuncia a direção em que prosseguirá suas investigações no decorrer dos cursos no Collège de France, apontando para o que denomina o “conjunto crítico” e o “conjunto genealógico” e lança o projeto de estudo das interdições que atingem o discurso da sexualidade. A este trabalho dedicará muitos anos, após a publicação do primeiro volume da História da sexualidade, em 1976 
(História da sexualidade, vol. I, A Vontade de saber, vol.2, O Uso dos 
prazeres, vol. 3. O Cuidado de si, ambos de 1984).


Formato: PDF
Tamanho do arquivo: 248 KB


Uploaded By @_ARNNOR


Publicado em outubro 30, 2011, em FILOSOFIA E POLITICA. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: